Normas de práticas prioritárias do Projetor Consciente

As Normas de práticas prioritárias do Projetor Consciente ou “cláusula projeciológica intermissiva” é a norma, condição, preceito, regra determinante à conscin, escolhida e assumida por si própria, durante o Curso Intermissivo, de práticas prioritárias a serem desenvolvidas ou ampliadas durante a vida humana, visando à lucidez na saída da consciência para fora do corpo físico, compondo o conjunto de compromissos na implementação da programação existencial pessoal.

  • Cláusula projetiva intermissiva. 
  • Autoincumbência projeciológica intermissiva. 
  • Autorientação projeciológica intermissiva. 
  • Princípio pessoal projeciológico intermissivo. 
  • Autocritério técnico projetivo intermissivo. 
  • Autorregulamento projetivo intermissivista. 
  • Autoprescrição projetiva interassistencial.
Simulação de fluxo de água para Normas de práticas prioritárias do Projetor Consciente  - imagem: Pixabay

Confira as minhas experiências de Projeção Consciente. Já descobri mil modos de como não projetar. 😉

Atributologia: predomínio das percepções extrassensoriais, notadamente do autodiscernimento quanto à projetabilidade lúcida.

03 estudos técnicos e sistemáticos contendo abordagem sobre as “Normas de práticas prioritárias do Projetor Consciente ”:

  1. “Cláusulas. Com o tempo, as cláusulas pétreas da autoproéxis começam a ficar grafadas em negrito. Ao ficar mais em evidência para a consciência elas se ampliam em função da maxiproéxis”.
  2. “Projeciologia. O ideal é que ambos, a conscin pesquisadora e a conscin-cobaia, ou o sujeito da experimentação, produzam pela impulsão da própria vontade, as experiências projetivas lucidas, de preferência sem o uso de drogas e com o mínimo de influências emocionais e psicológicas, de modo a superar o maior número possível de discrepâncias nas autopercepções extrafísicas de suas consciências temporariamente livres, quando projetadas, e nas análises de suas vivências transcendentes fora do corpo humano”.
  3. “Projetabilidade. A mudança da morfologia somática para a psicossomática confunde a maioria dos projetores jejunos, ou noviços, quando projetados”.

Fatuística

Pensenologia: o holopensene pessoal da projeção lúcida; o holopensene pessoal do autodiscernimento parapsíquico; os tecnopensenes; a tecnopensenidade; os lucidopensenes; a lucidopensenidade; os parapensenes; a parapensenidade; os neopensenes; a neopensenidade; os ortopensenes; a ortopensenidade; os prioropensenes; a prioropensenidade; a identificação do padrão do holopensene pessoal da projetabilidade lúcida; o holopensene pessoal da experimentação permanente.

Fatologia: a cláusula proexológica dos autopesquisadores ativos; a ampliação do autodiscernimento; a autoimposição para a recuperação de cons magnos; a autorresponsabilidade evolutiva; a projetabilidade lúcida na condição de ampliar vivência cosmoética; o antiautodesperdício da vida intrafísica, notadamente quanto ao desenvolvimento da projetabilidade lúcida; a sensação íntima de ter algo sério a desenvolver; o autoposicionamento em buscar incessantemente a autocomprovação de não ser somente o corpo físico; o autocompromisso na mudança paradigmática da crença à Descrenciologia; o entendimento de a projeção consciente ser a forma mais efetiva de autocomprovação das bases do paradigma consciencial; o respeito ao compromisso assumido no Curso Intermissivo; a ampliação do autoconhecimento a partir da lucidez projetiva; as responsabilidades egocármica, grupocármica e policármica decorrentes da priorização projetiva lúcida; a compreensão do real sentido da vida intrafísica; os tratados conscienciológicos na função de aportes intelectuais científicos aos intermissivistas; a convicção do autopreceito proexológico projetivo ao acessar o arcabouço das ideias de ponta da Conscienciologia; a escolha lúcida em ver a interassistencialidade ampliada exponencialmente; a cláusula imperdível da proéxis; a hipótese de a proéxis de todo intermissivista conter cláusula projeciológica; o uso cosmoético do tempo consciencial na vida humana; as autogescons decorrentes do aprendizado da implementação da cláusula projeciológica intermissiva; a PL compondo o megacurriculum multivitae pessoal; o avanço na Escala Evolutiva das Consciências atrelado ao desenvolvimento da PL.

Parafatologia: a cláusula projeciológica intermissiva; a cláusula projeciológica da autoproéxis; a cláusula intermissiva quanto ao desenvolvimento da projeção consciente; a cláusula prioritária do descortinamento e avanço parapsíquico; a cláusula do curso pré-ressomático; a autorganização da recuperação de cons magnos; o autoinvestimento na recuperação de cons parapsíquicos; a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; a sinalética energética e parapsíquica pessoal; a alcova blindada na função facilitadora da instalação da aura projetiva; a extrapolação interassistencial decorrente da autopesquisa dos fenômenos multidimensionais vivenciados; a satisfação no completismo proexológico da vivência do fenômeno projetivo lúcido; a assunção da tarefa energética pessoal (tenepes); o pré-requisito da projetabilidade lúcida na implementação da oficina extrafísica (ofiex); as experiências extrafísicas geradoras de euforin aos experimentadores, notadamente ao projetor jejuno; a alegria ao experimentar a liberdade da volitação extrafísica na PL; a autorientação da multidimensionalidade vivenciada no dia a dia; a autopesquisa integral decorrente das vivências extrafísicas lúcidas; a autovivência do aqui e agora multidimensional; a interassistência sem limites ao autopesquisador multidimensional cosmoético.

Detalhismo

Sinergismologia: o sinergismo planejamento pré-ressomático–responsabilidade proéxica; o sinergismo capacitação avançada–autodiscernimento apontando para a lógica da qualificação do parapsíquico; o sinergismo ideias inatas–bússola proexológica indicando a especialização do pesquisador intermissivista; o sinergismo projeção lúcida–rememoração cerebral possibilitando o acesso à paraprocedência; a cláusula intermissiva favorecendo o sinergismo autolucidez-rememoração projetiva; a projeção consciente impulsionando o sinergismo interassistência-megafraternidade; o sinergismo qualidade de vida homeostática–maturidade evolutiva.

Principiologia: o princípio da prioridade evolutiva com base em cláusulas proexológicas intermissivas; o princípio de toda consciência ter algo a ensinar e a aprender; o princípio da descrença (PD) aplicado na PC depurando a complexidade dos parafenômenos envolvidos; o princípio do exemplarismo pessoal (PEP).

Codigologia: o código pessoal de Cosmoética (CPC) aplicado no desenvolvimento da projeção consciente; o código de prioridade pessoal do autopesquisador em consonância com o paradigma consciencial.

Teoriologia: a teoria do Curso Intermissivo; a teoria da proéxis; a teoria da projeção consciente; a teoria e prática do paradigma consciencial.

Tecnologia: o autesforço na aplicação de técnicas do domínio energético; o EV na condição de técnica projetiva; o autorregramento na aplicação das técnicas projetivas; a técnica das 50 vezes mais aplicada no autodesenvolvimento projetivo; a técnica de viver evolutivamente; a agenda extrafísica visando à aplicação de técnicas retrocognitivas; as técnicas de projeções retrocognitivas aplicadas em laboratório conscienciológico específico.

Voluntariologia: a sensação de subnível mesmo estando a todo vapor no voluntariado conscienciológico; as diretrizes clausulares do CI no voluntariado pessoal do intermissivista; a projeção consciente favorecendo resoluções no voluntariado conscienciológico; o voluntariado conscienciológico na função de ferramenta evolutiva; a aceleração da recuperação de cons magnos no exercício responsável do voluntariado conscienciológico.

Laboratoriologia: o laboratório conscienciológico do EV; o laboratório conscienciológico da Autoprojeciologia; o laboratório conscienciológico da Autopensenologia; o laboratório conscienciológico da Autoproexologia; o laboratório conscienciológico da Autorganizaciologia; o laboratório conscienciológico da Autorretrocogniciologia; o laboratório conscienciológico da imobilidade física vígil (IFV); o labcon do pesquisador projeciólogo.

Colegiologia: o Colégio Invisível da Energossomatologia; o Colégio Invisível da Experimentologia; o Colégio Invisível da Projeciologia; o Colégio Invisível da Despertologia; o Colégio Invisível da Cosmoeticologia.

Efeitologia: o efeito de a cláusula projeciológica intermissiva ser inalienável, intransferível e imprescritível; o efeito obnubilante das ilusões da Socin Materialista causando desvios proexológicos; o efeito da vivência lúcida de pequeno fenômeno gerando grandes recins; o efeito da autodisciplina nos ganhos de produtividade consciencial; o efeito reciclador da vivência de parafenômenos inéditos; as primeneres enquanto efeito das interassistências projeciológicas contínuas de alto nível.

Neossinapsologia: as neossinapses geradas a partir dos fenômenos projetivos; as neossinapses inovadoras da autopensenidade; o novo patamar sináptico; as neossinapses sobre as pararrealidades geradas pelos estudos dos tratados conscienciológicos e projeciológicos; as neossinapses cerebrais geradas por meio do paracérebro mais avançado da consciex ressomada.

Ciclologia: o ciclo período intermissivo–vida intrafísica; o ciclo restringimento–recuperação de cons; o ciclo do autorrevezamento mutiexistencial; o ciclo neoideias intermissivas–neoideias intrafísicas–neoideas pré-intermissivas; o ciclo projetivo; o cipriene.

Enumerologia: o nível de recuperação de cons do projetor jejuno; o nível de recuperação de cons do projetor semiconsciente; o nível de recuperação de cons do projetor lúcido; o nível de recuperação de cons do projetor retrocognitivo; o nível de recuperação de cons do projetor de consciência contínua; o nível de recuperação de cons do exoprojetor; o nível de recuperação de cons do projetor de mentalsoma.

Interaciologia: a interação autopesquisa–heteropesquisa projeciológica; a interação cérebro-paracérebro; a interação intermissão–vida intrafísica; a interação hiperacuidade–discernimento proéxico.

Crescendologia: o crescendo recuperação de cons primários–recuperação de cons magnos; o crescendo minirrecurso projetivo–megarrecurso projetivo; o crescendo jejunice projetiva–veteranice projetiva; o crescendo projeção semiconsciente–projeção consciente; o crescendo lembranças fragmentadas–rememoração em bloco–lucidez de consciência contínua; o crescendo compléxis-maximoréxis; o crescendo recéxis-recin.

Paradoxologia: o paradoxo de a aparente perda de tempo na aplicação das técnicas projetivas poder ser a economia de tempo para o compléxis; o paradoxo de o intermissivista veterano ser minipeça dentro do maximecanismo interassistencial; o paradoxo de a consciex intermissivista lúcida poder tornar-se conscin obnubilada; o paradoxo de o verdadeiro aprendizado experimentológico dar-se na vida restringida pela intrafisicalidade; o paradoxo de a projeção consciente ocorrer independentemente da ética da conscin, contudo, a lucidez projetiva interassistencial exigir, ao modo de pré-requisito, o correspondente nível cosmoético do projetor.

Politicologia: a projeciocracia; a lucidocracia demonstrando de maneira vexaminosa os níveis das autocorrupções; a meritocracia favorecendo as vivências significativas de fenômenos projetivos.

Legislogia: a lei do maior esforço aplicada ao completismo das cláusulas intermissivas; as leis da Cosmoética a serem observadas pelo autopesquisador intermissivista; as leis da Projeciologia ampliando a lucidez quanto à Parafenomenologia vivenciada pelo experimentador; as leis das sincronicidades; a lógica racional das leis das seriéxis.

Filiologia: a projeciofilia; a parafenomenofilia; a descrenciofilia; a experimentofilia; a paracogniciofilia; a autocriticofilia; a lucidofilia; a evoluciofilia.

Fobiologia: a projeciofobia causando o incompletismo proexológico; a extrafisicofobia dificultando a rememoração dos fenômenos extracorpóreos; a tanatofobia traumatizando o projetor jejuno ao se ver fora do corpo físico.

Sindromologia: a síndrome da insegurança; as ilusões sociais causadoras da síndrome da dispersão consciencial; a síndrome da banalização parapsíquica; a síndrome da fadiga crônica levando a pessoa ao condicionamento de o psicossoma paradormir sobre o soma.

Maniologia: a mania de procrastinar a aplicação das técnicas projetivas; a megalomania valorizando somente os grandes parafenômenos; a mitomania distanciando a pessoa da realidade multidimensional; a queda das teomanias seculares por meio da PL.

Mitologia: a desconstrução dos mitos multimilenares por meio da autopesquisa projeciológica; o mito da quadridimensionalidade desconstruído por meio das autovivências multidimensionais; o mito do dom adquirido sem autesforço; o mito de o parapsiquismo ser sinônimo de evolutividade; a Antimitologia Conscienciológica.

Holotecologia: a projecioteca; a intermissioteca; a energossomatoteca; a fenomenoteca; a parafenomenoteca; a extrafisicoteca; a sinaleticoteca; a parapercepcioteca; a amparoteca; a assistencioteca; a cosmoeticoteca.

Interdisciplinologia: a Projeciologia; a Intermissiologia; a Autoproexologia; a Autexperimentologia; a Extrafisicologia; a Autopriorologia; a Autocogniciologia; a Paraprocedenciologia; a Invexologia; a Recexologia; a Ciprienologia; a Cosmoeticologia.

Perfilologia

Elencologia: a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassistencial; a conscin enciclopedista.

Argumentologia

Exemplologia: minicláusula projeciológica intermissiva = aquela determinante da assunção dos paradeveres de proexista no desenvolvimento da PL de psicossoma; maxicláusula projeciológica intermissiva = aquela determinante da assunção dos paradeveres de proexista no desenvolvimento da projeção de mentalsoma.

Culturologia: a cultura da lucidez intermissiva; a cultura projeciológica; a cultura da priorização evolutiva; a cultura da multidimensionalidade interativa; a cultura de rememorar os eventos extrafísicos; a cultura de evoluir pela interassistência; a cultura da Autodiscernimentologia.

Taxologia. Segundo a Projeciologia, eis, por exemplo, na ordem crescente, 3 categorias de projeções passíveis de serem desenvolvidas e realizadas pela consciência intermissivista visando a maximização evolutiva da vida intrafísica:

  1. Energossomática: a expansão das energias conscienciais para além da própria psicosfera.
  2. Psicossomática: a saída da consciência por meio do psicossoma para fora do corpo físico.
  3. Mentalsomática: a saída da consciência por meio do mentalsoma de modo isolado.

Desempenho. Do ponto de vista da Experimentologia, eis 4 condições relativas ao cumprimento da cláusula projeciológica intermissiva, em ordem decrescente de completismo:

  1. Adimplência total: megarrememoração de cons magnos hauridos do CI, com 100% de aproveitamento da cláusula projeciológica intermissiva.
  2. Adimplência parcial: mediana recuperação dos cons, com aproveitamento parcial da cláusula projeciológica intermissiva.
  3. Retomada: a cláusula retomada pelo intermissivista após recesso projetivo durante a atual vida intrafísica.
  4. Inadimplência: a condição do intermissivista inadaptado ou banalizador do autocomprometimento com cláusula projeciológica assumida no CI.

Teaticologia. Sob a ótica da Evoluciologia, na condição de minipeça do maximecanismo, no âmbito da reurbex, cada conscin intermissivista possui cláusulas concomitantes e autoimpostas a comporem a teática (teoria + prática) das prioridades evolutivas, dispostas nos 4 exemplos, expressos em ordem crescente de relevância:

  1. Tridotação: a tarefa pessoal da interassistência cosmoética e cosmovisiológica a ser exercitada por meio do especialismo parapsíquico lúcido, da desenvoltura da comunicação multidimensional interassistencial e da intelectualidade aplicada à Evoluciologia.
  2. Tares: a autoincumbência da docência conscienciológica na condição de retrossenha e resgate do intermissivista ressomado neste Planeta.
  3. Tenepes: o pacto pessoal intermissivo de interassistência intransferível e inadiável.
  4. Ofiex: a megameta de todo intermissivista veterano na interassistência, projetor lúcido e desassediado permanente total (desperto).

Caracterologia. Segundo a Intraconscienciologia, eis, por exemplo, 16 conquistas evolutivas, passíveis de serem desenvolvidas e ampliadas pela conscin, a partir das projeções conscientes, listadas em ordem alfabética:

  1. Amparologia: o aprendizado da interassistência lúcida ao se confrontar com o amparador extrafísico cosmoético e cosmovisiológico.
  2. Assistenciologia: a importância do desenvolvimento projetivo lúcido no auxílio das reurbanizações extrafísicas do Planeta.
  3. Autodiscernimentologia: as escolhas evolutivas lúcidas, prioritárias, e o abandono das ilusões eletronóticas.
  4. Autopesquisologia: a cosmovisisão da realidade existencial multidimensional na condição de principal ferramenta autopesquisística dos fenômenos parapsíquicos.
  5. Cosmoeticologia: a estrutura pensênica inteligente, multidimensional, erradicadora dos pecadilhos mentais, vitimizações e autocorrupções, ambasada na construção autoconsciente e gradativa do binômio admiração-discordância utilizado nas interrelações pluriexistenciais maxifraternas.
  6. Cipriene: os ciclos de primerenes decorrentes das vivências lúcidas das experiências projetivas interassistenciais.
  7. Desassediologia: a opção pelo auto e heterodesassédio de maneira lúcida com meta na desperticidade.
  8. Energossomatologia: a autoconscientização dos benefícios do EV.
  9. Gesconologia: o uso da projeção consciente na condição de ferramenta paratecnológica na escrita das gescons ou megagescons da conscin projetora.
  10. Holossomatologia: o aumento da acuidade nas experiências holossomáticas possibilitando autocomprovação da existência dos 4 veículos de manifestação da consciência.
  11. Lucidologia: as primaveras energéticas motivadoras dos avanços da conscin autoconsciente da importância da lucidez projetiva na escala de consciência contínua.
  12. Paradigmologia: a autocomprovação do paradigma consciencial.
  13. Parapercepciologia: a autoconscientização parapsíquica ampliando sobremaneira a pararrealidade fenomenológica da consciência.
  14. Retrocogniciologia: a possibilidade de acessar a memória integral (holomemória), obtendo rememoração das vidas pretéritas e da paraprocedência, ampliando a própria compreemsão do presente.
  15. Tenepessologia: a autoconquista do patamar da tenepes avançada, na qual o desenvolvimento da PL se torna imprescindível para o tenepessista obter e manter ofiex.
  16. Traforologia: o foco nos trafores pessoais gerando autossegurança nas tarefas interassistenciais em experiências com atuação da consciência projetada para fora do corpo físico.

Acabativa

Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas centrais, evidenciando relação estreita com a cláusula projeciológica intermissiva, indicados para a expansão das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:

  1. Agente antiprojeção consciente;
  2. Autoparaprocedência cursista;
  3.  Cláusula pétrea;
  4. Desafio da proéxis;
  5. Desenvolvimento projetivo;
  6. Direção megafocal;
  7.  Intermissivista;
  8. Inversor projeciólogo;
  9. Neossinapse projetiva;
  10. Paraprocedência;
  11. Projeção consciente retrocognitiva;
  12. Projeciofilia;
  13. Reacesso neossináptico;
  14. Recin intermissiva;
  15. Taxologia das projeções conscienciais: Projeciologia; Neutro.

A cláusula projeciológia intermissiva compreende a expansão e extrapolação neossináptica parapsíquica, exigindo da conscin hiperacuidade e megapriorização da performance projetiva.

Você admite a cláusula projeciológica no conjunto de compromissos da autoproéxis? 

Está cumprindo o designado no Curso (fluxo) Intermissivo? Qual o percentual realizado até o momento?

Filmografia Específica

As Cinco Pessoas que Você encontra no Céu. 

Título Original: The Five People You Meet in Heaven. 

Data: 2004. Duração: 160 minutos. Gênero: Drama. Idade (censura): 14 anos. Idioma: Inglês. 

Legendado: Inglês; & Português (em DVD). Direção: Lloyd Kramer. 

— Eddie viveu em meio a guerras e trabalho árduo. Quando completa 83 anos, ele sofre acidente no parque de diversão onde trabalhou a vida inteira. Logo depois, dessoma e encontra 5 pessoas com as quais conviveu em vida.

Referências

#parePraPensar com a gente

Clique aqui – Fale conosco

#ParePraPensar

Pare, respire, feche os olhos. Assente-se em um local confortável, onde você se sinta bem e tranquilo(a). Mantenha sua coluna ereta, assim melhora a circulação das energias, a circulação sanguínea e sem a pressão do apoio.

Agora: OBSERVE OS PENSAMENTOS!

Rolar para cima