Inteligência Projeciológica na prática da projeção consciente

Inteligência Projeciológica na prática da projeção consciente ou apenas “inteligência projeciológica” é a habilidade de a conscin, homem ou mulher, atuar, compreender, interpretar, ensinar e resolver problemáticas relativas ao universo da pesquisa teórica e experimentação prática da Projeciologia, de maneira lúcida e cosmoética, evidenciada na organização, modus operandi, sistematização, registros, publicações e interações assistenciais, resultando no aproveitamento evolutivo máximo de toda e qualquer ocorrência e paraocorrência vivenciada.

  1. Raciocínio projeciológico. 
  2. Competência projeciológica.
  3. Hiperacuidade projeciológica. 
  4. Percuciência projecional.

Neologia. As 3 expressões compostas inteligência projeciológica, inteligência projeciológica jejuna e inteligência projeciológica desenvolvida são neologismos técnicos da Autoprojeciologia.

Confira as minhas experiências de Projeção Consciente. Já descobri mil modos de como não projetar. 😉

Estrangeirismologia: o modus vivendi projeciológico; o modus faciendi inteligente; o modus operandi otimizado do Projectarium pessoal; a awareness projeciológica; a compreensão da ciência por trás do approach assistencial extrafísico; o élan permanente quanto às autoprojeções; as circunstâncias quis, quid, ubi, quibus auxilis, cur, quomodo e quando.

Atributologia: predomínio das percepções extrassensoriais, notadamente do autodiscernimento quanto à projetabilidade na evolução consciencial.

Megapensenologia. Eis megapensene trivocabular relativo ao tema: – Autoprojetabilidade: empreendimento evolutivo.

Ortopensatologia: – “Inteligência. A inteligência de primeira ordem é a parapsíquica, multidimensional, cosmovisiológica, evolutiva”.

Fatuística

Pensenologia: o holopensene pessoal projeciogênico; a autopensenização projeciológica; o holopensene organizado; a organização holopensênica; o holopensene pessoal técnico; os tecnopensenes; a tecnopensenidade; o holopensene pessoal assistencial; os assistenciopensenes; a assistenciopensenidade; o holopensene descrenciológico; a pensenização descrenciológica; o holopensene parapedagógico; a pensenidade parapedagógica; o holopensene detalhista; a pensenidade detalhista; o holopensene evolutivo; os evoluciopensenes; a evoluciopensenidade; o holopensene cosmoético; os cosmoeticopensenes; a cosmoeticopensenidade; o holopensene paraterapêutico; a pensenidade paraterapêutica; as associações pensênicas; a autopensenização analógica.

Fatologia: a intelectualidade projeciogênica; a criação e utilização de metodologias projeciogênicas; o registro inteligente dos experimentos projetivos; a docência projeciológica; a autexposição auto e heteroprojeciogênica; a didática projetiva; as associações ideativas; a intencionalidade assistencial; o condição do projetor sem inteligência projeciológica; a autodisciplina; o autesforço; a vontade inabalável; a organização eficaz; o foco nos estudos prioritários relativos à Projeciologia; a priorização evolutiva; o roteiro evolutivo; as metas claras; a autocoerência intermissiva; a precocidade nos experimentos técnicos projetivos; a condição de inversor projetor; o primeiro discernimento; a tridotação consciencial; a criação de neoverpons; a conduta cosmoética; a Cosmoética.

Parafatologia: a inteligência projeciológica; a autoprojetabilidade lúcida; a identificação dos padrões nos autexperimentos projetivos; a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; o fato de o fenômeno projetivo por si só ser secundário; a projetabilidade egoísta; a Para-História de projetor lúcido; a projecioterapia; a parapedagogia; a projetabilidade assistencial; a projetabilidade diária; a condição do Serenão enquanto hipótese de exemplo máximo de inteligência projeciológica; o contato crescente com dimensões extrafísicas mais sutis; o contato crescente com amparadores extrafísicos de função; a parapreensão do conteúdo do fenômeno; a possibilidade da ofiex pessoal; o parapsiquismo intelectual; o parataquipsiquismo; a autotaquirritmia extrafísica; a autoconsciência contínua; a inteligência evolutiva (IE); a maturidade consciencial; a autoconscientização multidimensional (AM).

Detalhismo

Sinergismologia: o sinergismo das associações de ideias durante as pesquisas projetivas teóricas e práticas; o sinergismo inteligência evolutiva–inteligência projeciológica enquanto propulsor da evolução pessoal; o sinergismo autocientificidade-autodeterminação-autorganização-autodisciplina-continuísmo; o sinergismo prática projetiva–registro técnico; o sinergismo projetabilidade lúcida (PL)–desenvolvimento parapsíquico.

Principiologia: o princípio da autodisciplina evolutiva; o princípio do austesforço contínuo; o princípio da descrença (PD); o princípio da autocriticidade; o princípio da racionalidade; o princípio da evolução consciencial; o cumprimento da proéxis pessoal enquanto princípio central do projeciólogo; o princípio do devagar e sempre; os princípios cosmoéticos; os princípios assistenciais; os princípios evolutivos.

Codigologia: o código pessoal de Cosmoética (CPC).

Teoriologia: o 1% necessário de teoria conjuntamente com os 99% de prática.

Tecnologia: a técnica da projeciografia detalhista; a técnica do alvo mental projetivo utilizada inteligentemente; a inteligência criadora de neotécnicas projetivas.

Voluntariologia: a disponibilidade para o voluntariado em excursões extrafísicas assistenciais; a conscin-cobaia projeciológica voluntária; o docente-voluntário; o autor-voluntário; o preceptor-voluntário.

Laboratoriologia: o laboratório conscienciológico da Autoprojeciologia; o laboratório conscienciológico grupal Acoplamentarium; o laboratório conscienciológico da Autorganizaciologia; o Projectarium.

Colegiologia: o Colégio Invisível dos Projetores Lúcidos.

Efeitologia: o efeito evolutivo da postura assistencial inteligente enquanto projetado; o efeito do aproveitamento inteligente das experiências projetivas na aceleração do desenvolvimento parapsíquico pessoal.

Neossinapsologia: as neossinapses da inteligência projeciológica; as reincidências projetivas constantes fortalecendo o desenvolvimento da neossinapse projeciológica.

Ciclologia: o ciclo projetivo lúcido.

Enumerologia: a organizabilidade; a autocientificidade; a autocriticidade; a autoprioridade; a autotecnicidade; a comunicabilidade; a interassistencialidade. O uso anticosmoético da autoprojetabilidade; o uso egoísta da autoprojetabilidade; o uso secreto da autoprojetabilidade; o não uso da autoprojetabilidade; o uso evolutivo da autoprojetabilidade; o uso interassistencial da autoprojetabilidade; o uso cosmoético da autoprojetabilidade.

Binomiologia: o binômio tarístico inteligência parapedagógica–inteligência projeciológica; o binômio evolutivo projetabilidade–desenvolvimento parapsíquico; o binômio produtivo autorganização-autodisciplina; o binômio evolutivo inteligência evolutiva–inteligência projeciológica; o binômio verponológico criatividade–inteligência evolutiva.

Interaciologia: as interações inteligentes do projetor lúcido com as consciências assistidas extrafisicamente; a interação parapedagogo projetor lúcido–alunos; a interação projecioterapeuta-paraevoluciente; a interação cérebro-paracérebro; a interação entre todas as inteligências integrando a inteligência evolutiva.

Crescendologia: o crescendo da maturidade da conscin ao longo do desenvolvimento projeciológico; o crescendo permanente do desenvolvimento da projetabilidade; o caminho crescente universal, sem restrição, para a inteligência projeciológica.

Politicologia: a meritocracia; a assistenciocracia; a projeciocracia.

Legislogia: a lei do maior esforço.

Filiologia: a autorganizaciofilia; a autodisciplinofilia; a projeciofilia; a interassistenciofilia; a evoluciofilia; a parapsiquismofilia; a tecnofilia; a cosmoeticofilia; a voliciofilia; a intraconscienciofilia; a metodofilia.

Fobiologia: a espectrofobia; a autexposiciofobia; a autopesquisofobia; a autevoluciofobia; a autolucidofobia; a leiturofobia; a tanatofobia; a parapsiquismofobia; a voliciofobia.

Holotecologia: a projecioteca; a evolucioteca; a parapedagogoteca; a mentalsomatoteca; a prioroteca; a tecnoteca; a discernimentoteca.

Interdisciplinologia: a Autoprojeciologia; a Evoluciologia; a Cosmoeticologia; a Assistenciologia; a Parapedagogia; a Comunicologia; a Mentalsomatologia; a Projeciologia; a Parapsiquismologia; a Organizaciologia; a Energossomatologia.

Perfilologia

Elencologia: a conscin eletronótica; a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassistencial; a conscin enciclopedista.

Argumentologia sobre Inteligência Projeciológica

Exemplologia: inteligência projeciológica jejuna = a do projetor lúcido iniciante, bem intencionado, ainda vivenciando experiências mais simples; inteligência projeciológica desenvolvida = a do projetor lúcido veterano, autocoerente, técnico em projetabilidade assistencial, vivenciando continuamente o contato com o amparo extrafísico de função.

Culturologia: a cultura do estudo; a cultura assistencial; a cultura parapedagógica; a cultura proexológica; a cultura conscienciológica; a cultura invexológica; a cultura autoral; a cultura intelectual; a cultura mentalsomática; a cultura racional.

Maturologia. Muito além do domínio técnico da habilidade em promover o fenômeno projetivo, o mais relevante na inteligência projeciológica é o nível de lucidez, maturidade consciencial e o senso evolutivo do projetor.

Competenciologia. Com enfoque na Projeciologia, eis, na ordem alfabética, por exemplo, 7 ações cosmoéticas realizadas pelo projetor detentor da inteligência projeciológica desenvolvida:

  1. Assistir: conhece as técnicas mais eficazes dentro de contexto pessoal para melhor assistir quando projetado.
  2. Divulgar: busca escrever neoconstructos tarísticos a partir das próprias experiências e publicá-los, de preferência doando os direitos autorais. Verba volant, scripta manent.
  3. Ensinar: sabe ensinar essa habilidade aos interessados, explicitando a postura cosmoética do projetor ideal. Qui ne dit mot, consent.
  4. Interpretar: sabe “ligar os pontos” durante a interpretação das próprias experiências, angariando lições evolutivas e acelerando o próprio desenvolvimento projetivo.
  5. Persistir: trabalha com dedicação, disciplina, continuísmo e determinação para alcançar novos patamares. Labor omnie vincit improbus.
  6. Pesquisar: relaciona habilmente o processo pesquisístico ao tema, encontrando material adequado sempre necessário e debruçando-se sem preguiça mental sobre o estudo do mesmo.
  7. Sistematizar: arquiteta estrategicamente, de acordo com insights, inspirações, raciocínio lógico, bagagem intelectual, inteligência e astúcia, os próprios sistemas com os quais funcionará o labcon projetivo, promovendo assim a hiperaceleração do autodesenvolvimento projetivo.

Desperdício. De nada adianta às conscins conseguir projeções conscientes sem qualquer aproveitamento evolutivo das mesmas, seja para si ou para os outros. Nesse ponto, vale ao pesquisador questionar-se quanto ao próprio nível de maturidade e priorização evolutiva.

Priorização. A Projeciologia é maior em importância quando se comparada ao fenômeno, por si só, do desprendimento voluntário do psicossoma em relação ao corpo físico. Tal fato ocorre à grande maioria das consciências, humanas e subumanas, neste Planeta, ainda quase sempre inconscientemente.

Projeciologia. Esta ciência, no entanto, ganha valor singular quando somada ao estudo da consciência, de maneira integral. A prática do fenômeno somente é ainda vazia em significado evolutivo, podendo ser por vezes anticosmoética, se não vier acompanhada da Evoluciologia, Assistenciologia, Proexologia e demais estudos prioritários aos intermissivistas.

Desenvolvimento. Há, portanto, o campo vasto para ser vivenciado dentro do autodesenvolvimento projetivo, ultrapassando as vivências de fenômenos parapsíquicos iniciais, às quais tantos se prendem por mais tempo, desperdiçando energias conscienciais.

Metas. Eis, em ordem alfabética, por exemplo, listagem de 12 vivências ou metas prioritárias, desafiadoras e avançadas a serem alcançadas pelos intermissivistas ao longo do desenvolvimento projetivo:

  1. Comunex. A visitação a comunexes avançadas.
  2. Descoincidência. A vivência da descoincidência vígil autoconsciente.
  3. Hiperacuidade. O estado de autoconsciência contínua.
  4. Holobiografia. O acesso à holomemória através de autorretrocognições sadias.
  5. Impacto. A surpreendência causada por visita a parambiente ampliador da cosmovisão.
  6. Megaencontros. A entrevista lúcida e aproveitada com consciex mais evoluída.
  7. Mentalsoma. A vivência transformadora de projeções avançadas de mentalsoma.
  8. Ofiex. A conquista da ofiex pessoal.
  9. Proéxis. A pesquisa aprofundada das cláusulas pétreas da autoproéxis.
  10. Profissionalismo. A condição profissional do projetor assistente técnico.
  11. Rotina. A habilidade de se projetar diariamente, se necessário.
  12. Tecnicidade. A condição de autoprojetabilidade técnica.

Acabativa

Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas centrais, evidenciando relação estreita com a inteligência projeciológica, indicados para a expansão das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:

  1. Agente antiprojeção consciente;
  2. Alternância interdimensional;
  3. Autoconscientização multidimensional;
  4. Base intrafísica;
  5. Catálise da projetabilidade;
  6. Desenvolvimento projetivo;
  7. Estudo projeciocrítico;
  8. Inabilidade projetiva;
  9. Inteligência;
  10. Inteligência resolutiva;
  11. Inteligência técnica;
  12. Lucidez extracorpórea;
  13. Projeciofilia;
  14. Projeciometria;
  15. Sinergismo projeção lúcida–interassistencialidade.

A inteligência projeciológica reflete o nívelde coerência do intermissivista, já maduro para a realização de pesquisas projetivas prioritárias, ampliando a assistencialidade cosmoética.

 Você utiliza evolutivamente a inteligência projeciológica pessoal?

Possui discernimento para compreender as abordagens prioritárias no universo da Projeciologia?

Verbete sobre Inteligência Projeciológica na prática da projeção consciente

Referências

#parePraPensar com a gente

Clique aqui – Fale conosco

#ParePraPensar

Pare, respire, feche os olhos. Assente-se em um local confortável, onde você se sinta bem e tranquilo(a). Mantenha sua coluna ereta, assim melhora a circulação das energias, a circulação sanguínea e sem a pressão do apoio.

Agora: OBSERVE OS PENSAMENTOS!

Rolar para cima