O Astrônomo

Um Astrônomo tinha o costume de sair todas as noites para observar os astros. Ora, certa vez em que ele perambulava pelo subúrbio, inteiramente absorto na contemplação do céu, caiu inadvertidamente num poço.

Então, enquanto ele se lamentava e gritava por socorro, um transeunte que ouviu os seus lamentos aproximou-se e, compreendendo o que acontecera, disse-lhe: — “Ó amigo, então tu pretendes olhar o que há no céu, e não prestas atenção às coisas que há na terra?”

Esta fábula pode ser aplicada àqueles indivíduos que se vangloriam de feitos maravilhosos, e que nem sequer são capazes de realizar as coisas comuns aos homens.

Quem foi Esopo

Biografia completa, clique aqui

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
você também pode gostar
EM breve novo Livro

EV

mais popular

#ParePraPensar

Fique por dentro de novas ferramentas para desenvolvimento pessoal, EV e projeção