A retrocognição da Projeção Consciente (projeção consciente retrocognitiva) é a experiência fora do corpo humano caracterizada pela recordação de retrovivências intrafísicas e / ou intermissivas através do acesso aos refolhos da memória integral pessoal (Holomnemossomatologia) e / ou grupal (Parapsicotecologia).

  1. Projeção consciente seriexológica. 
  2. Projeção consciente holobiográfica. 
  3. Projetabilidade lúcida retrocognitiva. 
  4. Retrocognição consciente projetiva. 
  5. Experiência fora-do-corpo retrocognitiva. 
  6. Retrocognição projetiva. 
  7. Pararretrocognição do projetor. 
  8. Experiência projetiva passadológica. 
  9. Projeção lúcida retrocognitiva. 
  10. Acesso holobiográfico projeciogênico.

Neologia. As 3 expressões compostas projeção consciente retrocognitiva, projeção consciente retrocognitiva de curto alcance e projeção consciente retrocognitiva de longo alcance são neologismos técnicos da Projeciologia.

Confira as minhas experiências de Projeção Consciente. Já descobri mil modos de como não projetar. 😉

Antonimologia: 01. Projeção precognitiva. 02. Projetabilidade simulcognitiva. 03. Projeciofobia. 04. Clarividência retrocognitiva. 05. Dejaísmo projetivo. 06. Antiprojetabilidade. 07. Vida humana trancada. 08. Robéxis. 09. Sonambulismo extrafísico. 10. Paracomatose.

Estrangeirismologia: a out of the body retrocognition; a awareness extrafísica; o Projectarium; o Seriexarium; o Parapsicotecarium; o Intermissarium; o Pararrecexarium.

Atributologia: predomínio das percepções extrassensoriais, notadamente do autodiscernimento quanto à Autodescoincidenciologia Teática.

Imagem do sol nascendo representando um evento de retrocognição da Projeção Consciente
Imagem do sol nascente (retrocognição da Projeção Consciente)

Fatuística

Pensenologia: o holopensene pessoal da projetabilidade lúcida; os parapensenes; a parapensenidade; as parassinaturas pensênicas; o holopensene das comunexes habitualmente visitadas pelo projetor, homem ou mulher; o holopensene da Seriexologia Aplicada.

Fatologia: os estudos teáticos da autoprojetabilidade; as aulas de Projeciologia embasando as autorretrocognições projetivas; a importância do trabalho tarístico desenvolvido pelo Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia (IIPC) desde 1988; a assunção da Arqueologia Projetiva Pessoal; os registros prioritários da Projeciografia auxiliando a interpretação das pegadas seriexológicas do projetor, homem ou mulher; os resultados proexológicos das projeções lúcidas; as fases de vida do projetor e os tipos de projeção vivenciados; a autorganização projeciológica; a importância da memória cerebral na rememoração projetiva; o neuroléxico cerebral enquanto arremedo da paracerebralidade (Parafisiologia).

Parafatologia: a projeção consciente retrocognitiva; a projetabilidade lúcida enquanto excelente recurso de autopesquisa retrocognitiva; a interassistencialidade extrafísica possibilitando a heteropesquisa retrocognitiva; a ausência do restringimento intrafísico permitindo maior acesso holomnemônico; os assediadores delatando retroerros dos assistidos; as ferramentas paratecnológicas capazes de demonstrar cenas holobiográficas; o parapsicodrama interassistencial; as consultas guiadas à parapsicoteca; as mudanças de cenário extrafísico capazes de reconstituir cenas de época (Paracenografia); os potencializadores das evocações holomnemônicas; a transfigurabilidade psicossômica retrossomática; a presença de certas consciexes induzindo lembranças pretéritas; a surpresa do(a) projetor(a) ao ser chamado pelo retronome; o paracognome seriexológico despertando memórias milenares (identidade extra); a maior facilidade dos amparadores extrafísicos em transmitir informações acerca do passado pessoal e grupal estando a conscin projetada; a autovivência do estado vibracional (EV) profilático facilitando a decolagem lúcida do psicossoma; a pré-decolagem enquanto melhor momento de sintonizar o alvo-mental retrocognitivo; a identificação da aura projetiva pessoal; os avisos pré-projetivos; a saída lúcida do corpo nas práticas tenepessológicas ensejando parapesquisas seriexológicas grupais (Preofiexologia); a dificuldade parafisiológica na transmissão das paralembranças ao cérebro humano; as retromemórias inconscientes influenciando a rota extrafísica espontânea do projetor; a projetabilidade consciencial (ciclo projetivo) enquanto síntese da serialidade multiexistencial (ciclo holorressomático).

Detalhismo

Sinergismologia: o sinergismo projetabilidade-retrocogniscibilidade; o sinergismo parafenomenológico clarividência-projeção-retrocognição; o sinergismo equilíbrio íntimo–acesso holomnemônico; o sinergismo retrocognição-cosmovisão; o sinergismo retrossenha pessoal–cláusula pétrea proexológica; o sinergismo projeção consciente retrocognitiva–projeção de consciência contínua (PCC); o sinergismo lucidez intrafísica–lucidez extrafísica.

Principiologia: o princípio evolutivo da serialidade multiexistencial.

Codigologia: o codex subtilissimus pessoal; o código pessoal de conduta extrafísica.

Teoriologia: a teoria da holomemória; a teoria do corpo objetivo.

Tecnologia: a técnica projetiva do relaxamento psicofisiológico; a técnica projetiva do dióxido de carbono (CO2); as técnicas de rememoração projetiva; a técnica da saturação mental projetiva; a técnica projetiva do alvo mental; a técnica do crescendo Projetarium-Retrocognitarium; a técnica do TGV evolutivo entrosando as projeções assistenciais no cotidiano.

Voluntariologia: os voluntários do Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia (IIPC); os voluntários da Associação Internacional de Pesquisas Seriexológicas e Holobiográficas (CONSECUTIVUS).

Laboratoriologia: o laboratório conscienciológico Retrocognitarium; o laboratório conscienciológico Projetarium; o laboratório conscienciológico da Parageneticologia.

Colegiologia: o Colégio Invisível da Parafenomenologia.

Efeitologia: o efeito proexológico da projeção consciente retrocognitiva.

Neossinapsologia: as neossinapses oriundas das vivências extrafísicas lúcidas.

Ciclologia: o ciclo projetivo; o ciclo impressão retrocognitiva–flash retrocognitivo–episódio retrocognitivo; o ciclo retrovida-intermissão-neoproéxis.

Enumerologia: a paramemória; a paraevocação; a pararrememoração; a paralembrança; a pararreminiscência; a pararrecordação; a pararretrocognição.

Binomiologia: o binômio memória-tempo; o binômio lucidez extrafísica–rememoração intrafísica; o binômio projeção consciente retrocognitiva–projeção consciente vexaminosa; o binômio extrafísico Pandeiro-Interlúdio; o binômio transe projetivo–transe retrocognitivo.

Interaciologia: a interação serialidade multiexistencial–programação existencial; a interação Escola de Projeção Lúcida–Escola de Personalidade Consecutiva (CONSECUTIVUS); a interação recesso projetivo–reciclagem intraconsciencial; a interação diário projetivo–diário tenepessológico; a interação ortopensenidade-projetabilidade; a interação conscin-consciexes; a interação retrossenha pessoal–materpensene pessoal.

Crescendologia: o crescendo lucidológico na seriéxis; o crescendo primoprojeção lúcida–primoprojeção retrocognitiva; o crescendo cronológico agenda extrafísica–lucidez extrafísica–alvo extrafísico–rememoração intrafísica; o crescendo Curso Intermissivo–Tertuliarium; o crescendo clarividência hipnagógica–projeção lúcida; o crescendo clarividência hipnopômpica–rememoração projetiva; o crescendo maturológico proporcionado pela Autoprojeciologia Teática.

Antagonismologia: o antagonismo projeção retrocognitiva / imaginação criativa.

Paradoxologia: o paradoxo projetivo de a consciência sair de si (EFC) para melhor compreender a si (Intraconscienciologia); o paradoxo tecnológico de apesar de a saturação mental projetiva (mente cheia) ser fator projeciogênico, o projetor deve manter a mente vazia de qualquer condicionamento intrafísico ao se ver projetado a fim de evitar o retorno repentino ao soma.

Politicologia: a seriexocracia.

Legislogia: as leis da Parafisiologia.

Filiologia: a experimentofilia.

Fobiologia: a parapsicofobia.

Sindromologia: a síndrome das falsas memórias; a síndrome de abstinência da Baratrosfera (SAB).

Maniologia: o combate à nostomania.

Mitologia: o enfrentamento dos mitos passadológicos pessoais.

Holotecologia: a experimentoteca; a parapsicoteca; a historioteca; a autocriticoteca; a mnemoteca; a projecioteca; a seriexoteca.

Interdisciplinologia: a Projeciologia; a Projeciografia; a Projeciocrítica; a Descoincidenciologia; a Holossomatologia; a Coronochacrologia; a Parafenomenologia; a Parapercepciologia; a Paracerebrologia; a Holomemoriologia; a Holobiografologia; a Retrocogniciologia; a Seriexologia; a Paracosmovisiologia; a Cronoevoluciologia.

Perfilologia

Elencologia: a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassistencial; a conscin enciclopedista.

Hominologia: o Homo sapiens retrocognitor; o Homo sapiens projectius; o Homo sapiens projector; o Homo sapiens multidimensionalis; o Homo sapiens paraperceptiologus; o Homo sapiens intermissivista; o Homo sapiens duplex; o Homo sapiens seriexologus; o Homo sapiens autohereditator; o Homo sapiens reversator; o Homo sapiens interassistentialis.

Argumentologia

Exemplologia: projeção consciente retrocognitiva de curto alcance = a experiência fora do corpo com rememoração de retrovida no Século XIX; projeção consciente retrocognitiva de longo alcance = a experiência fora do corpo com rememoração de retrovida no Século I.

Culturologia: a cultura da Autoconscientização Multidimensional e Multiexistencial.

Infância. No tocante à Paracronologia, o período compreendido entre a infância e a adolescência da conscin intermissivista tende a ser particularmente rico na oportunização de projeções com conotação retrocognitiva.

Paragenética. Tal fato se deve, sobretudo, às repercussões das memórias extrafísicas e retroexistenciais (Holobiografologia) no cérebro novo, ainda relativamente virgem de neoexperiências (Neobiografologia).

Retrovisual. Podem ocorrer casos nos quais os jovens projetores assumem, espontaneamente, retrovisual da última vida humana.

Viés. Apesar de mais fácil e frequente, as experiências projetivas juvenis são, por outro lado, menos aproveitadas e compreendidas, em função da própria imaturidade cerebral. Além disso, diminui-se a compressão das paravivências também em virtude dos efeitos do restringimento consciencial imposto pelo novo holossoma e pela atuação coarctante da dimensão respiratória sobre a lucidez da consciência (Intrafisicologia).

Invéxis. Nesse contexto e considerando a Paraprofilaxiologia, os inversores existenciais têm mais chances de fixar experiências projetivas em geral e retrocognitivas em particular devido ao holopensene predisponente da própria técnica evolutiva. Quem reflete, ensina e escreve mais sobre determinado tema é, obviamente, quem está mais predisposto a recuperar cons concernentes ao próprio tema. Genopensene: megacon recuperado.

Marco. A depender do mérito pessoal, os amparadores podem auxiliar o inversor na vivência de projeções retrocognitivas marcantes para a memória cerebral (vinco mnemônico) visando calçar, prevenir e preparar futuras experiências retrocognitivas, como por exemplo, a revelação quanto à alguma personalidade consecutiva pessoal (Seriexologia).

Hermenêutica. Há experiências retrocognitivas extracorpóreas somente compreendidas na totalidade após a deflagração, por parte dos amparadores, de neofenômenos parapsíquicos ocorridos décadas à frente de tal projeção lúcida marcante.

Cosmovisão. Tais fatos demonstram o avançado nível da prospectiva e da cosmovisão assistencial vivenciada pelos amparadores de função.

Proéxis. A consecução proexológica a contento predispõe à revelação seriexológica em função da necessidade de ampliação dos trabalhos interassistenciais. Assistencialidade: indutor retrocognitivo. Retrocognição: expansor interassistencial.

Caracterização. Sob a ótica da Cosmovisiologia, eis, dentre outras, 10 características da projeção consciente retrocognitiva, incluindo determinados efeitos conscienciais proporcionados pela experiência, dispostas na ordem alfabética:

  1. Extrapolação: a multidivisão da atenção extrafísica ocasionada pela rememoração simultânea de fatos e parafatos de diferentes épocas e dimensões, ao modo da paramemória quádrupla (Multirretrocogniciologia).
  2. Fronteira: a ultrapassagem dos limites das próprias concepções e cogitações a partir das lembranças impactantes proporcionadas (Paraapreensiologia).
  3. Instantaneidade: o surgimento extrafísico instantâneo, abrupto e inesperado de consciex(es) afim(ns) ao retrofato lembrado em virtude da força evocativa da pararretrocognição.
  4. Interassistencialidade: a neoencenação de retroatos com os mesmos atores proporcionando catarses, reconciliações e depurações conscienciais (Parapsicodramologia).
  5. Mentalidade: a reperspectivação para melhor dos próprios valores, interesses e abordagens interassistenciais em função da ampliação da automundivisão (Paracosmovisiologia).
  6. Paraonirismo: a mistura de elementos oníricos intra (Cerebrologia) e extrafísicos (Morfopensenologia) no bojo da experiência em função do baixo nível de paralucidez durante a projeção e / ou durante a rememoração da mesma.
  7. Paravisual: a transfiguração do autopsicossoma de acordo com a época relembrada em função da sintonização com o retro-holopensene (Paramorfologia).
  8. Recursos: a ampla e variegada gama de recursos extrafísicos transcendendo o conteúdo e a forma habituais para a conscin (Paratecnologia).
  9. Trauma: a identificação e superação de determinados nódulos holomnemônicos fruto de experiências traumáticas pretéritas possibilitando o reequilíbrio da automanifestação holossomática atual (Paraterapeuticologia).
  10. Vivacidade: a rica nitidez e vivacidade da experiência possibilitada pela vivência direta a partir do psicossoma (Paracenografologia).

Desafio. Sair do próprio corpo com lucidez ainda é, infelizmente, condição rara para bilhões de conscins deste ínicio de Século XXI (Ano base: 2014). Recuperar arquivos holomnemônicos durante a experiência requer ainda mais treinamento, persistência e paralucidez.

Ganhos. Entretanto, os benefícios autopesquisísticos, proexológicos e interassistenciais auferidos valem o esforço sincero objetivando a conquista de neopatamar cosmovisiológico de manifestação pessoal (Sobrepairamentologia).

Acabativa sobre retrocognição da Projeção Consciente

Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas centrais, evidenciando relação estreita com a projeção consciente retrocognitiva, indicados para a expansão das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:

  1. Ação extrafísica: Extrafisicologia; Neutro.
  2. Aceitação cosmovisiológica: Cosmovisiologia; Homeostático.
  3. Aceleração da História Pessoal: Evoluciologia; Homeostático.
  4. Agente antiprojeção consciente: Projeciologia; Nosográfico.
  5. Agente retrocognitor: Mnemossomatologia; Homeostático.
  6. Antepassado de si mesmo: Seriexologia; Nosográfico.
  7. Autexame projetivo: Parassemiologia; Homeostático.
  8. Autoconsciexiabilidade retrocognitiva: Intrafisicologia; Homeostático.
  9. Autorretrocognição: Mnemossomatologia; Neutro.
  10. Crescendo retrocognição-neorresponsabilidade: Seriexologia; Homeostático.
  11. Cronologia da Projeciologia: Historiologia; Neutro.
  12. Detalhamento retrocognitivo: Seriexologia; Homeostático.
  13. Projeção do adeus ressomática: Projeciologia; Neutro.
  14. Projeciofilia: Projeciologia; Homeostático.
  15. Prospecção seriexológica: Seriexologia; Neutro.

A projeção lúcida constitui recurso prioritário na autescavação pararqueológica dos registros conscienciais mais absconsos. estejamos sempre aptos para melhor aproveitar a retrocognição.

Você já vivenciou projeções lúcidas retrocognitivas?

Quais as repercussões intraconscienciais e proexológicas daí advindas?

A retrocognição da Projeção Consciente

Referências da retrocognição da Projeção Consciente

#parePraPensar com a gente

Clique aqui – Fale conosco

#ParePraPensar

Pare, respire, feche os olhos. Assente-se em um local confortável, onde você se sinta bem e tranquilo(a). Mantenha sua coluna ereta, assim melhora a circulação das energias, a circulação sanguínea e sem a pressão do apoio.

Agora: OBSERVE OS PENSAMENTOS!

Rolar para cima