A Precognição do Professor do Projetor Consciente (precognição projetiva docente) é o fenômeno parapsíquico assistencial experimentado pelo docente de Conscienciologia, quando avista, descortina, percebe, prenuncia, pressente, vê ou vislumbra evento futuro, por meio da projeção consciente, interrelacionando-o a cursos sob a responsabilidade pessoal e a otimização da tares.

  1. Premonição projetiva docente. 
  2. Pré-conhecimento projetivo docente. 
  3. Parapercepção pré-cognitiva docente.
  4. Pressentimento extrafísico docente.
  5. Previsão de fatos e parafatos pelo docente.

Neologia. As 3 expressões compostas precognição projetiva docente, precognição projetiva docente primária e precognição projetiva docente avançada são neologismos técnicos da Projeciologia.

Confira as minhas experiências de Projeção Consciente. Já descobri mil modos de como não projetar. 😉

Antonimologia: 1. Cognição docente. 2. Prospectiva docente. 3. Percepção empática docente. 4. Impresciência docente. 5. Retrocognição docente. 6. Prognóstico do desempenho do aluno. 7. Precognição projetiva discente.

Estrangeirismologia: o Projetarium; o déjà vu projetivo; o Precognitarium.

Atributologia: predomínio das percepções extrassensoriais, notadamente do autodiscernimento quanto à projetabilidade lúcida aplicada à interassistência tarística.

Megapensenologia. Eis megapensene trivocabular relativo ao tema: – Precognição: conhecimento antecipado.

Coloquiologia: o escrito nas estrelas; o dito se é para ser será.

Citaciologia: – Rerum omnium magister usus (Caius Julius Cesar, 100–44 a.e.c.).

Pensenologia: o holopense pessoal da interassistencialidade; o holopensene da projetabilidade lúcida; o holopensene da precognição; o holopensene da conscientização multidimensional; os cogniciopensenes; a cogniciopensenidade; os cosmoeticopensenes; a cosmoeticopensenidade; os ortopensenes; a ortopensenidade; os lucidopensenes; a lucidopensenidade; a autopensenidade da tares pela docência; a retilinearidade autopensênica.

Fatologia: os cursos de Conscienciologia promovendo recin grupal; a identidade assistencial; a assistência silenciosa; a assistência anônima; a atitude pró-proéxis; a convivência cosmoética; a estabilidade emocional; a autestima; a predomimância do mentalsoma; a autocoerência; a autodeterminação; a assistência policármica; a acabativa interassistencial bem sucedida; a autoprontidão assistencial; a confiança nos amparadores; a eficácia da assistência prestada; a abordagem cosmoética ao aluno no momento certo; a tares traforista, não “carregando nas tintas”; os bastidores da assistência; o patamar assistencial do professor; as autoconvicções íntimas; a imperturbabilidade emocional nos atos assistenciais; a precognição enquanto ferramenta pré-intermissiva, antecipatória dos resgates extrafísicos pós-dessomáticos.

Parafatologia: a precognição projetiva docente; a dupla cidadania, intra e extrafísica, do docente projetor; a precognição auxiliando a retrocognição; a autoconscienciometria projetiva; a precognição desencadeando a recin; a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; a paraidentidade intermissivista; as projeções amparadas; os resgates extrafísicos; a iscagem interconsciencial lúcida assistencial; o parapsiquismo exercido com lucidez; as experiências projetivas; o contato diário com os amparadores extrafísicos; o uso do parapsiquismo ao modo de ferramenta da megafraternidade; a assim e a desassim; a sinalética enegética e parapsíquica pessoal; a tenepes dando sustentabilidade à assistência projetiva; o repasse dos efeitos positivos dos recursos parapsíquicos pessoais aos assistidos; o aprimoramento parapsíquico atrelado à vivência interassistencial cosmoética; a equipe extrafísica do professor projetor; a equipe extrafísica do assistido; o líder intermissivista multidimensional; a assistência partilhada com a equipe extrafísica; os grupos volitativos assistenciais; as reurbanizações extrafísicas.

Precognição do Professor do Projetor Consciente
Imagem de alunos, sendo representativa de Precognição do Professor do Projetor Consciente

Detalhismo

Sinergismologia: o sinergismo prospectiva-precognição; o sinergismo disponibilidade assistencial–resgate extrafísico; o sinergismo autodisponibilidade–amparo extrafísico; o sinergismo memória intrafísica–memória extrafísica; o sinergismo projetabilidade lúcida–interassistência.

Principiologia: o princípio de o assistente ser o primeiro assistido; o princípio da afinidade interconsciencial; o princípio da empatia evolutiva; o princípio da interdependência entre conscins; o princípio da prioridade compulsória; o princípio da Paradiplomacia; o princípio inevitável da autodisponibilidade frente às oportunidades evolutivas; o princípio da identificação assistencial; o princípio de não brigar com os fatos.

Codigologia: o código pessoal de Cosmoética (CPC) perante os assistidos; o código pessoal de posturas afetivas; o código pessoal de postura assistencial; o código pessoal de conduta na itinerância tarística; o código pessoal de prioridades evolutivas.

Teoriologia: a teoria do corpo objetivo; a teoria do macrossoma; a teoria da projetabilidade lúcida; a teoria e a vivência da interassistencialidade.

Tecnologia: a técnica da projeção assistida; a técnica da projeção desassediadora; as técnicas interassistenciais; as técnicas projeciológicas; a técnica da tenepes; a técnica do exemplarismo; a técnica da ajuda mútua; a técnica da convivialidade pacífica.

Voluntariologia: o voluntário projetor consciente tarístico.

Laboratoriologia: o laboratório conscienciológico da tenepes; o laboratório conscienciológico das técnicas projetivas (Projetarium); o laboratório conscienciológico da Proexologia; o laboratório conscienciológico do Curso Intermissivo; o laboratório conscienciológico da Mentalsomatologia; o laboratório conscienciológico da Paraeducação; o laboratório conscienciológico do EV.

Colegiologia: o Colégio Invisível da Parapedagogia; o Colégio Invisível da Parafenomenologia; o Colégio Invisível da Interassistenciologia; o Colégio Invisível da Desassediologia; o Colégio Invisível da Projeciologia.

Efeitologia: o efeito cascata das recins na vida discente; os efeitos decorrentes da assistência interconsciencial; os efeitos evolutivos da companhia de amparadores de função; os efeitos da compreensão lúcida dos fatos e parafatos; os efeitos da heterassistência amparada; os efeitos homeostáticos dos fenômenos parapsíquicos sobre a intelectualidade.

Neossinapsologia: as neossinapses oriundas das experiências projetivas docentes; as neossinapses geradas pelas projeções conscienciais lúcidas; as neossinapses originadas pela prática parapsíquica docente.

Ciclologia: o ciclo multidimensional ensinar-aprender; o ciclo contínuo da contribuição interassistencial; o ciclo do autodidatismo teático; o ciclo da projeção lúcida.

Enumerologia: a predisposição cosmoética; a disponibilidade interassistencial; as intuições lúcidas; o elenco de fatos e parafatos; a sincronicidade com o amparo; a minipeça do maximecanismo evolutivo; o timing certo do ato docente.

Binomiologia: o binômio vida intrafísica–vida projetiva; o binômio agenda intrafísica–agenda extrafísica; o binômio projetor líder–projetor liderado; o binômio competência-resultados; o binômio autodomínio–heterocomando assistencial; o binômio motivação pessoal–motivação assistencial; o binômio traforismo-autoconfiança.

Interaciologia: a interação professor-aluno; a interação conscin-consciex; a interação projetor assistente–projetor assistido; a interação dimensão física–dimensão extrafísica; a interação competência-eficiência; a interação amparador-amparando; a interação fatos-parafatos.

Crescendologia: o crescendo precognição projetiva–compreensão dos parafatos–hete-rassistência; o crescendo monovisão-cosmovisão; o crescendo tenepes-ofiex.

Paradoxologia: o paradoxo de melhoria individual poder reverberar na melhoria de todos.

Politicologia: a assistenciocracia; a projeciocracia; a meritocracia; a cosmocracia; a evoluciocracia; a proexocracia; a cosmoeticocracia.

Legislogia: a lei da Projeciologia; a lei da interassistencialidade; a lei da ação e reação; a lei do maior esforço parapsíquico aplicado à interassistencialidade; a lei da Cosmoética; a lei da interdependência consciencial.

Filiologia: a raciocinofilia; a paracogniciofilia; a projeciofilia; a interassistenciofilia; a conviviofilia; a comunicofilia; a evoluciofilia.

Fobiologia: a decidofobia; a didaticofobia; a projeciofobia; a xenofobia; a sociofobia; a tanatofobia; a espectrofobia.

Sindromologia: a evitação da síndrome do oráculo.

Mitologia: o mito da independência interconsciencial.

Holotecologia: a projecioteca; a parafenomenoteca; a assistencioteca; a mentalsomatoteca; a parapsicoteca; a interassistencioteca; a despertoteca.

Interdisciplinologia: a Projeciologia; a Parafenomenologia; a Parapercepciologia; a Intermissiologia; a Mentalsomatologia; a Autodiscernimentologia; a Pensenologia; a Interassistenciologia; a Cosmoeticologia; a Reurbexologia.

Perfilologia

Elencologia: a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassistencial; a conscin enciclopedista.

Hominologia: o Homo sapiens tenepessista; o Homo sapiens offiexista; o Homo sapiens projectius; o Homo sapiens interassistentialis; o Homo sapiens professor; Homo sapiens assis- tentialis; o Homo sapiens despertus; o Homo sapiens epicentricus; o Homo sapiens praecognitor; o Homo sapiens multidimensionalis.

Argumentologia

Exemplologia: precognição projetiva docente primária = a constatação antecipada de evento reverberando na vida presente do assistido; precognição projetiva docente avançada = a constatação antecipada de evento com desdobramentos previstos para as existências futuras do assistido.

Culturologia: a cultura do parapsiquismo lúcido.

Categoriologia. No âmbito da Experimentologia, eis, em ordem alfabética, 3 categorias básicas de precognições aplicáveis à docência conscienciológica:

  1. Intuitiva. A parapercepção intuída referente à assistência a ser realizada.
  2. Laboratorial. A precognição provocada experimentalmente.
  3. Projetiva. A precognição vivenciada por meio da projeção consciente.

Projeciologia. Sob a ótica da Interassistenciologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 3 tipos de projeções precognitivas de interesse para a tares:

  1. Assistida. Patrocinada por amparador extrafísico do trabalho docente.
  2. Desassediadora. Voltada à assistência às consciexes assediadoras dos alunos.
  3. Educativa. Direcionada à aprendizagem docente.

Parapedagogiologia. Sob a ótica da Educaciologia, eis, na ordem alfabética, 15 exemplos de posturas indicadas ao precognitor projetivo docente:

  1. Anonimato: observar o sigilo sobre a assistência realizada, de modo a não expor o assistido.
  2. Antidogmatismo: vivenciar o princípio da descrença (PD), norteador da assistência prenunciada.
  3. Antiegoísmo: predispor-se ao aprendizado assistencial docente.
  4. Autoconfiança: desenvolver a autoconfiança necessária à assistência eficaz.
  5. Destemor: confiar no amparador extrafísico de função na realização da tares ombro a ombro.
  6. Discernimento: evitar, durante as aulas, evocações de parafatos projetivos relacionados aos alunos.
  7. Empatia: perceber o quanto a empatia associada ao conhecimento favorece a assistência, pela tares.
  8. Escuta: entender as entrelinhas nas falas dos alunos.
  9. Isenção: educar-se para a neutralidade perante a autovivência precognitiva e o relato coincidente do aluno.
  10. Lucidez: estar lúcido quanto aos fatos e parafatos evitando a inserção de fantasias ou suposições errôneas.
  11. Neofilia: manter-se aberto a novas experiências extrafísicas para ajudar os alunos.
  12. Paradidatismo: observar a paradidática a fim de facilitar a ocorrência da assistência.
  13. Rememoração: disciplinar-se quanto às rememorações extrafísicas, anotando as vivências.
  14. Respeito: respeitar a história do aluno e as circunstâncias nas quais ele se encontra.
  15. Sinceridade: ter linha de conduta dentro dos princípios da Cosmoética.

Acabativa da Precognição do Professor do Projetor Consciente

Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas centrais, evidenciando relação estreita com a precognição projetiva docente, indicados para a expansão das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:

  1. Aclimatação pré-tares: Taristicologia; Neutro.
  2.  Assertividade cosmoética: Experimentologia; Homeostático.
  3. Assistência do assistido: Interassistenciologia; Homeostático.
  4. Autocognição: Autocogniciologia; Neutro.
  5.  Autocompromisso multidimensional: Multidimensiologia; Homeostático.
  6. Autodisponibilidade itinerante: Autopriorologia; Homeostático.
  7. Conhecimento prévio: Autocogniciologia; Neutro.
  8. Dissecção parapsíquica: Autopesquisologia; Neutro.
  9. Exemplo pedagógico: Pedagogia; Neutro.
  10. Fenômeno projetivo ambivalente: Parafenomenologia; Neutro.
  11. Gabarito assistencial: Interassistenciologia; Homeostático.
  12. Interassistencialidade: Assistenciologia; Homeostático.
  13. Iscagem interconsciencial: Parapatologia; Neutro.
  14. Perfil assistencial grupocármico: Interassistenciologia; Neutro.
  15. Professor intermissivista: Parapedagogiologia; Homeostático.

A Precognição do Professor do Projetor Consciente (precognição projetiva docente) é ferramenta qualificadora da tares conscienciológica, alçando, o professor, a neopatamar de eficiência na alavancagem da evolução interconsciencial

Você já vivenciou precognições projetivas docentes? 

Qual encaminhamento interassistencial direcionou a partir das mesmas?

Precognição do Professor do Projetor Consciente

Referências Precognição do Professor do Projetor Consciente

#parePraPensar com a gente

Clique aqui – Fale conosco

#ParePraPensar

Pare, respire, feche os olhos. Assente-se em um local confortável, onde você se sinta bem e tranquilo(a). Mantenha sua coluna ereta, assim melhora a circulação das energias, a circulação sanguínea e sem a pressão do apoio.

Agora: OBSERVE OS PENSAMENTOS!

Rolar para cima