O Projetor Consciente cósmico, exoprojetor, é a conscin, homem ou mulher, com a vivência da experiência fora do corpo, extrapolando os limites do planeta de origem e alcançando outras dimensões extrafísicas do Universo.

  1. Projetor afora do planeta de origem. 
  2. Projetor cósmico. 
  3. Projetor interplanetário. 
  4. Astronauta projetivo.

Neologia. O vocábulo exoprojetor e as duas expressões compostas exoprojetor iniciante e exoprojetor experiente são neologismos técnicos da Projeciologia.

Confira as minhas experiências de Projeção Consciente. Já descobri mil modos de como não projetar. 😉

Atributologia: o predomínio das percepções extrassensoriais, notadamente do autodiscernimento quanto ao desenvolvimento da projetabilidade lúcida (PL) interassistencial.

Fatuística

Pensenologia: o holopensene pessoal da projeção lúcida; o holopensene da exoprojetabilidade; os lucidopensenes; a lucidopensenidade; o holopensene pessoal da convivência sadia interplanetária; os ortopensenes; a ortopensenidade; os pensenes cosmoéticos; o holopensene da Extraterrestriologia Interassistencial.

Fatologia: a reflexão antes, durante e depois da exoprojeção; o caderno projetivo; as anotações das experiências; os relatos exoprojetivos; os debates sobre as experiências; as ideias e as invenções obtidas a partir das experiências exoprojetivas; o abertismo consciencial; a lucidez desenvolvida no dia a dia; o universalismo desenvolvido através das vivências fora do planeta Terra; o senso de fraternidade do exoprojetor; as gescons desmistificando o exoprojetor; a interassistencialidade promovida através das experiências; as reciclagens intraconscienciais; a habilidade em realizar exoprojeção; a afinidade com outros exoprojetores; o ato de tentar imaginar a grandeza do Cosmos; a visão universalista; as autorreflexões sobre o papel pessoal no Cosmos; a pesquisa sobre o Cosmos; a pesquisa sobre o Universo; a biblioteca pessoal; a agenda extrafísica; o estudo sobre os outros planetas; a base física otimizada do exoprojetor; a autoconscientização cosmológica.

Parafatologia: a autovivência do estado vibracional (EV) profilático desencadeando a exoprojeção; a saída fora do corpo; a decolagem até a saída do planeta de origem; a contemplação de todo o Universo; o papel multidimensional do exoprojetor; a leveza durante a exoprojeção; os astros passando na velocidade da luz; a conversa através do pensamento no extrafísico; a visita ao planeta de origem por meio da exoprojeção; o rastro energético no Universo; as amizades extrafísicas de outros planetas; o paracontato com extraterrestres; a parapsicosfera de consciências diferentes; as experiências projetivas em outros planetas; as exovidências; a expansão da consciência; a abdução projetiva; as projeções assediadoras sendo confundidas com abduções ufológicas; as parexcursões no Universo; a visualização de objetos não identificados (OVNI) durante a exoprojeção; o parafenômeno da cosmoconsciência; o encontro extrafísico com outros exoprojetores; os ataques extrafísicos levando à exoprojeção; os sonhos lúcidos virando exoprojeção; a visita programada em outros planetas; a Astronomia Projetiva ou a Parapsiconáutica; a soltura mentalsomática antes, durante e depois da exoprojeção.

Detalhismo

Sinergismologia: o sinergismo exoprojetor-amparador; o sinergismo exoprojeção-retrocognição.

Principiologia: o princípio de ter os pés no chão e o mentalsoma no Cosmos; a vivência do princípio da descrença (PD); o princípio da autopesquisa; o princípio de exemplarismo pessoal (PEP).

Codigologia: o código pessoal de conduta extrafísica; o código pessoal de Cosmoética (CPC); o código grupal de Cosmoética (CGC) entre as consciências de diferentes planetas; o código de conduta da conscin projetora lúcida.

Teoriologia: a teoria da projetabilidade lúcida (PL); a teoria do paradigma consciencial desmistificando a exoprojeção.

Tecnologia: as técnicas projetivas; a técnica da agenda extrafísica; a técnica da aquisição do senso universalista; a técnica da saturação mental; as técnicas de rememoração projetiva; as técnicas dos alvos mentais.

Voluntariologia: o voluntariado nas Instituições Conscienciocêntricas (ICs).

Laboratoriologia: o laboratório conscienciológico da Autopensenologia; o laboratório conscienciológico da Autoprojeciologia; o laboratório conscienciológico do estado vibracional.

Colegiologia: o Colégio Invisível da Extraterrestriologia; o Colégio Invisível da Projeciologia; o Colégio Invisível da Extrafisicologia; o Colégio Invisível da Parafenomenologia; o Colégio Invisível da Interassistenciologia; o Colégio Invisível da Cosmoeticologia.

Efeitologia: o efeito da exoprojeção nas ações diárias; os efeitos recicladores da vivência exoprojetiva.

Neossinapsologia: as parassinapses geradas pela cosmopensenização; as neossinapses advindas das neoverpons; as paraneossinapses.

Ciclologia: o ciclo projetivo; o ciclo neoideia-autorreflexão-neoideia antes, durante e depois da exoprojeção; o ciclo científico construção-validação-refutação auxiliando o exoprojetor na veracidade do experimento.

Binomiologia: o binômio projetor-exoprojetor; o binômio teoria-prática.

Interaciologia: a interação do exoprojetor com consciexes de outros planetas; a interação conscins-consciexes; a interação terrestrialidade-extraterrestrialidade.

Crescendologia: o crescendo casa–bairro–cidade–país–continente–planeta–sistema estelar–galáxia; o crescendo monovisão-cosmovisão; o crescendo seriexológico astronauta-exoprojetor.

Paradoxologia: o paradoxo monovisão–exoprojeção lúcida.

Politicologia: a projeciocracia; a parapolítica; a Paradiplomacia; a autodiscernimentocracia; a lucidocracia; a cosmoeticocracia; a assistenciocracia; a evoluciocracia.

Legislogia: a lei do maior esforço evolutivo para vivenciar exoprojeção; as leis da Projeciologia; as paraleis.

Filiologia: a neofilia; a energofilia; a cosmoeticofilia; a parafenomenofilia; a assistenciofilia; a pesquisofilia; a conviviofilia; a comunicofilia; a evoluciofilia.

Fobiologia: a extraterrestriofobia; a neofobia.

Sindromologia: a síndrome do estrangeiro (SEST).

Holotecologia: a projecioteca; a experimentoteca; a tecnoteca; a extrafisicoteca; a extraterrestrioteca; a convivioteca; a fenomenoteca; a astronauticoteca; a ufoteca; a astronomoteca; a astrobioteca; a cosmoteca.

Interdisciplinologia: a Projeciologia; a Extraterrestriologia; a Extrafisicologia; a Exoplanetologia; a Ufologia; a Multidimensiologia; a Experimentologia; a Autopesquisologia; a Cosmovisiologia; a Universalismologia; a Conviviologia; a Interassistenciologia.

Projetor Consciente cósmico (interplanetário)
Projetor Consciente cósmico, Exoprojetor – imagem por Pixabay

Perfilologia

Elencologia: a conscin lúcida; a conscin universalista; a conscin exoprojetora; a conscin exoprojetada; o ser desperto; a conscin enciclopedista; o ser extraterrestre; o ser interassistencial.

Argumentologia

Exemplologia: exoprojetor iniciante = a conscin projetora com baixo nível de lucidez extrafísica e conduzida pela consciex amparadora para fora do planeta Terra; exoprojetor experiente = a consciex projetora com lucidez extrafísica e autoconduzida para fora do planeta Terra.

Culturologia: a cultura da exoprojetabilidade lúcida; a cultura parapsíquica.

Tipologia. Sob a ótica da Projeciologia, eis, por exemplo na ordem alfabética, 8 tipos de exoprojetores:

  1. Cientista. Exoprojetor buscador de informações para descobrimentos científicos em prol da humanidade.
  2. Egoico. Exoprojetor buscador de benefícios próprios através da experiência.
  3. Eletronótico. Exoprojetor vivenciador das experiências, porém ignorante da realidade multidimensional no dia a dia.
  4. Guiado. Exoprojetor acompanhado pelo amparador extrafísico.
  5. Interassistencial. Exoprojetor realizador de interassistência durante as experiências.
  6. Místico. Exoprojetor imaturo praticante de simpatias e rituais para realizar a experiência exoprojetiva.
  7. Retrocognitivo. Exoprojetor vivenciador de experiências retrocognitivas em outro planeta.
  8. Saudoso. Exoprojetor utilizador da experiência exoprojetiva para visitar o planeta anterior à ressoma atual.

História. Sob a ótica da Historiografia, eis, na ordem alfabética, 5 consciências vivenciadoras de exoprojeção:

  1. Carl Gustav Jung (Suíça, 1875–1961): vitimado por enfarte, passa pela experiência de quase morte (EQM) em 1944, durante a qual, descreve, observou o Planeta Terra de longe.
  2. Giordano Bruno (Itália, 1548–1600): vivencia projeção onde vê os astros passando por ele no Universo, dando-lhe a impressão de infinitude. A partir daí teve várias ideias e escreveu livros, dentre eles, Acerca do Infinito, do Universo e dos Mundos.
  3. Johannes Kepler (Alemanha, 1571–1630): ao tentar decifrar o Universo, sonha e vai para fora do sistema solar, experiência narrada no livro Somniun.
  4. Jayme Pereira (Brasil, 1930–): relata a experiência de exoprojeção em conjunto com a neta, de apenas 2 anos, no livro Bárbarah vai à Estrela.
  5. Waldo Vieira (Brasil, 1932–2015): registra experiência exoprojetiva no livro Projeções da Consciência, na qual vislumbra a Lua e o Universo, em 14 de dezembro de 1979.

Veículo. O exoprojetor realiza a exoprojeção através dos veículos de manifestação, podendo ser por intermédio do psicossoma, mentalsoma ou, simultaneamente, psicossoma e mentalsoma.

Acabativa Projetor Consciente cósmico (interplanetário)

Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas centrais, evidenciando relação estreita com o exoprojetor, indicados para a expansão das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:

  1. Abordagem extrafísica;
  2. Autoconscientização cosmológica;
  3. Conceito cósmico;
  4. Cosmonauta;
  5.  Cosmovisiologia;
  6. Exoprojeção;
  7. Extraterrestriofobia;
  8. Gravitação universal;
  9. Medida interplanetária;
  10. Parabdução;
  11. Pararrealidade;
  12. Parexcursão interplanetária;
  13. Pré-Mãe;
  14. Projeciofilia;
  15. 15. Senso universalista.

O Projetor Consciente cósmico (interplanetário), exoprojetor, por meio das experiências projetivas lúcidas, é minipeça útil do maximecanismo cósmico, favorecido por inúmeras oportunidades na prática interassistencial universalista.

Você considera relevante a interassistência realizada em outros planetas? Quais técnicas vem empregando para se tornar Projetor Consciente cósmico (interplanetário)?

Filmografia Específica:

Cosmos: Uma Odisséia no Espaço-Tempo. Título Original: Cosmos: 

A Spacetime Odyssey. País: E.U.A. Data: 2014. 

Formato: Série. Gênero: documentário científico. 

Episódio: primeiro. Duração: 43:34 min. Idioma: Inglês.Legendado: Português.

Criadores: Ann Druyan; & Steven Soter. 

Direção: Brannon Braga; & Bill Pope; Ann Druyan. Produtores: Livia Hanich; & Steven Holtzman. 

Produtores Executivos: Seth MacFarlane; Ann Druyan; Brannon Braga; & Mitchell Cannold. Editores: Jonh Duffy; Eric Lea; & Michael O’Halloran. Cinematografia: Bill Pope. 

Apresentador: Neil deGrasse Tyson. Tema de Abertura: Instrumental. Compositor da Música Tema: Alan Silvestri. Companhia: Cosmos Studios e Fuzzy Door Productions. 

Sinopse: Cosmos: A Spacetime Odyssey, a nova versão do programa homônimo de 1980 apresentado por Carl Sagan, produzida pela Fox em parceria com o National Geographic Channel, é apresentada pelo astrofísico Neil de Grasse Tyson, diretor do planetário Hayden no Museu Americano de História Natural e adora o estudo de teorias espaciais e exploração científica, na linha do programa original.

Referências sobre Projetor Consciente cósmico (interplanetário)

Exoprojetor – Projetor Consciente cósmico (interplanetário)

#parePraPensar com a gente

Clique aqui – Fale conosco

#ParePraPensar

Pare, respire, feche os olhos. Assente-se em um local confortável, onde você se sinta bem e tranquilo(a). Mantenha sua coluna ereta, assim melhora a circulação das energias, a circulação sanguínea e sem a pressão do apoio.

Agora: OBSERVE OS PENSAMENTOS!

Rolar para cima