O Cão, o Galo e a Raposa

Um cão e um galo, tendo feito amizade, iam por um caminho.  Ao anoitecer, o galo subiu a uma árvore para aí dormir, e o cão acomodou-se junto à raiz côncava da mesma árvore.

Ora, tendo o galo, segundo o seu hábito, cantado ao alvorecer, uma raposa ouviu-o, acorreu e, parando debaixo da árvore, pediu-lhe que descesse até ela, porque ela desejava abraçar o animal que tinha uma voz tão bonita.

O galo lhe disse então para ela acordar primeiramente o porteiro, que dormia junto à raiz, a fim de que este abrisse a porta para ele poder descer.

Então, quando a raposa procurou o porteiro para lhe falar, o cão, saltando bruscamente, fê-la em pedaços.

Esta fábula mostra que as pessoas sensatas, quando são atacadas pelos seus inimigos, dão-lhes o troco remetendo-os aos mais fortes.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
você também pode gostar
EM breve novo Livro

EV

mais popular

#ParePraPensar

Fique por dentro de novas ferramentas para desenvolvimento pessoal, EV e projeção