O Cão convidado ou o Homem e o Cão

Certo homem preparava um jantar para obsequiar um dos seus amigos e seus familiares.

Então o seu cão convidou também outro cão, dizendo-lhe: “Meu amigo, vem jantar aqui comigo.”

O cão convidado compareceu cheio de alegria e, parando para contemplar o grande jantar, exclamou no seu coração: “Oh! que coisa boa me acontece inesperadamente! eu vou comer até me empanturrar, de tal maneira que amanhã não terei fome nenhuma!”

Enquanto o cão falava assim para si próprio, abanando a cauda, cheio de confiança no seu amigo, o cozinheiro, vendo-o sacudir o rabo dum lado para o outro, agarrou-o pelas patas e atirou-o imediatamente pela janela.

E o cão, jogado fora, foi-se embora ganindo com força. Entretanto, um dos cães que ele encontrou pelo caminho perguntou-lhe: “Jantaste bem, meu amigo?” Ao que ele respondeu

“A força de muito beber, embriaguei-me demais e nem sequer vi o caminho por onde saí.”

Esta fábula mostra que não se deve confiar naqueles que são demasiado generosos com os bens alheios.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
você também pode gostar
EM breve novo Livro

EV

mais popular

#ParePraPensar

Fique por dentro de novas ferramentas para desenvolvimento pessoal, EV e projeção